EDITAL DE ASSEMBLEIA

EDITAL DE CONVOCAÇÃO DE ASSEMBLEIA GERAL EXTRAORDINÁRIA

Sindicato dos Trabalhadores em Empresas de Correios Prestadora de Serviços Postais, Telegráficos, Encomendas e Similares do Estado do Espírito Santo – SINTECT-ES, CNPJ: 28.521.474.0001/06

O Presidente do SINTECT-ES, no uso de suas atribuições legais e estatutárias, convoca todos os trabalhadores dos Correios do Estado do Espírito Santo para a assembleia extraordinária a realizar-se no dia 03 de maio de 2019 na Praça 08 de Setembro, sito a Av. Jerônimo Monteiro, 240 – Centro – Vitória – ES, às 18:00h em primeira convocação e em segunda convocação às 18:30h, com qualquer número de presentes para deliberar sobre a seguinte pauta:

1 – Tirada de Representantes para o 35º CONREP (07, 08 e 09 de junho de 2019);

2 – Tirada de Representantes para o 22º Encontro Nacional de Mulheres (05 e 06 de junho de 2019);

3 – Informes gerais.

Esta instância tem poderes deliberativos e as decisões tomadas atingirão todos os integrantes da categoria profissional independente do comparecimento.

Vitória – ES, 25 de abril de 2019.

Fischer Marcelo Moreira dos Santos

Presidente – SINTECT-ES

ECT age para enfraquecer sindicatos

Como se não bastasse as práticas antissindicais recorrentes, a ECT decidiu acatar a decisão da Secretaria Especial de Desestatização e Desinvestimento Secretaria de Coordenação e Governança das Empresas Estatais (SEST) e não descontar mais as mensalidades do sindicato direto na folha de pagamento. A medida, referente à MP 873/2019 não tem outro objetivo além do enfraquecimento do movimento sindical, uma vez que impacta diretamente no financiamento das entidades de classe.

Além disso, a ECT também suspendeu as liberações de todos os representantes de comissões das federações e sindicatos, numa tentativa de desmobilizar a categoria. Logo chegará a campanha salarial, portanto esses ataques não acontecem por coincidência. A ECT, sob o governo autoritário do presidente Bolsonaro, se tornou ainda menos aberta ao diálogo e agora age diretamente para acabar com a representação dos trabalhadores.

O SINTECT-ES já ingressou com pedido de tutela que garanta o desconto em folha até que as instâncias superiores decidam sobre o assunto. Em outros estados o pedido foi deferido, mas aqui foi preciso que o jurídico entrasse com recurso, pois a juíza entendeu que ainda não havia motivo concreto para o pedido, já que a empresa não tinha se pronunciado.

systemuploadsnewse7926c030d6e87f270f-700x460xfit-e4867

Foto: Roberto Parizotti/CUT

Independente das decisões que serão tomadas pela Justiça do Trabalho, uma coisa é evidente: Bolsonaro e sua equipe tratam a classe trabalhadora como inimiga. Querem passar a Reforma da Previdência na marra, sem debate e por isso é preciso intimidar e perseguir as entidades que organizam a luta dos trabalhadores.

Resistir aos ataques governistas, no entanto, não é o bastante. É preciso mobilização popular e consciência de que esses ataques não são contra uma liderança sindical ou um sindicato, mas contra todos os avanços conquistados nos últimos anos e o que ainda é possível conquistar para garantir uma vida digna neste país.

Eleições Postal Saúde: resultado reflete um processo defasado

Depois de ser adiada por uma semana, a eleição para duas vagas no Conselho Deliberativo da Postal Saúde aconteceu do dia 18 a 25 de março. O órgão – que conta com 50% de seus conselheiros escolhidos pelos beneficiários – é um importante instrumento para orientação estratégica e fiscalização da operadora, mas o que se viu foi novamente um processo repleto de contradições.

A começar pelo sistema que beneficia os trabalhadores que possuem acesso a um computador a maior parte do tempo, além de receber denúncias de dificuldade para concluir a votação, demora no envio das senhas e alguns empregados que nem a receberam, durante a semana do pleito o site ficou fora do ar. Todas as situações relatadas colocam em xeque a credibilidade da votação, não só pela sua condução, mas principalmente pela forma como foi construída, pois parece que não há interesse na participação de todos.

A eleição para a o Conselho Deliberativo é a maior oportunidade para os trabalhadores se envolverem com as decisões do plano, porém a baixa participação beneficiou a reeleição do mesmo grupo que tomou decisões que culminaram no pagamento de mensalidade (Findect e ADCAP). Para informação: de mais de 130 mil trabalhadores, apenas pouco mais de 7 mil exerceram o direito ao voto, o que reflete, entre outras coisas, a falta de motivação e mobilização da categoria. Apesar dos problemas apresentados, o SINTECT-ES parabeniza todos os trabalhadores capixabas que votaram, pois no cenário nacional o estado ficou em 7° lugar em número de votos e em 3° lugar em percentual de votação.

O sindicato não pretende contestar o resultado, mas continuará defendendo uma nova forma de escolha que contemple toda a categoria, além de fiscalizar e denunciar possíveis irregularidades no plano de saúde. Por fim, espera-se que os conselheiros eleitos defendam os interesses dos trabalhadores ao contrário do que tem acontecido nos últimos anos.

Conheça os eleitos para o Conselho Deliberativo:
Jorge Luiz Gonzaga Ribeiro
Suplente: Maxy Hellen de Morais

Anézio Rodrigues
Suplente: João Pinheiro de Barros Neto