SINTECT-ES repudia as declarações do secretário de Bolsonaro

O Portal UOL publicou ontem a reprodução de uma declaração do Secretário Especial de Desestatização do Governo Bolsonaro, Salim Mattar, em que ele afirma que “os funcionários dos Correios quebraram os correios”. Mattar ainda cita o rombo no Postalis e o plano de saúde e diz que “bastavam 50 mil” trabalhadores para a ECT funcionar.

mattar

Seria ingenuidade acreditar que essas declarações se tratam de puro desconhecimento. O que o secretário de Bolsonaro faz é parte da estratégia do governo para justificar a entrega do patrimônio público brasileiro, depreciando com mentiras, jogando a culpa nos trabalhadores e omitindo dados importantes como o fato de que o rombo no Postalis foi provocado por situações que envolvem o ministro da Economia Paulo Guedes, investigado pelo Ministério Público, Controladoria Geral e Tribunal de Contas da União.

Quando escolhe atacar a categoria ecetista ao citar o plano de saúde sem dizer que os trabalhadores dos Correios recebem o menor salário entre todos os trabalhadores de empresas estatais, o que Salim Mattar quer é justificar o corte de direitos defendido pela atual gestão da empresa para entregar para a iniciativa privada.

O SINTECT-ES, representando todos os trabalhadores e trabalhadoras dos Correios do Espírito Santo, repudia as declarações do secretário e reivindica o direito de luta por mais dignidade, salários justos e melhores condições de trabalho, bem como a defesa da ECT como empresa pública e que preste bons serviços ao povo brasileiro.

Anúncios

SINTECT-ES participa de audiência pública na Câmara de Serra

O SINTECT-ES tem buscado diversos espaços para a realização de debates sobre a importância dos Correios para as comunidades. As audiências públicas, instrumentos das Câmaras Legislativas para o debate com os cidadãos, são ótimos para a troca de experiências, além da proximidade com o poder público na defesa dos interesses sociais. Por isso o sindicato está à procura de parlamentares simpáticos à causa ecetista para a construção de atividades que discutam as consequências de uma possível privatização dos Correios.

A primeira audiência aconteceu nesta terça-feira (17) na Câmara Municipal de Serra, Região Metropolitana de Vitória. A pedido do vereador Aécio Leite (PT),

a casa recebeu trabalhadores, dirigentes do sindicato, líderes comunitários e de movimentos sociais, além de parlamentares e representantes de outras categorias para debater a importância dos Correios para as comunidades.

Presidente do SINTECT-ES, Fischer Moreira falou sobre os impactos que a privatização pode trazer aos moradores de bairros mais afastados dos grandes centros. Os diretores Toni Braga e Valéria Ferreira também abordaram a importância social dos Correios e como a empresa pode ser estratégica para o cumprimento dos deveres do Estado brasileiro.

Audiência

Presidente do SINTECT-ES participou de audiência pública sobre a importância dos Correios em Serra

A diretoria do sindicato, que recentemente realizou uma série de visitas às unidades e trabalhadores do interior, está construindo uma agenda de atos e audiências públicas em todo o Espírito Santo para garantir que trabalhadores de todos os municípios capixabas possam participar, afinal, esta é uma luta de todos!

Trabalhadores dos Correios aprovam suspensão da greve no Espírito Santo

Os trabalhadores dos Correios aprovaram na noite desta terça-feira (17) a suspensão da greve iniciada na última semana. A mobilização dos trabalhadores resultou em diversos piquetes e atos públicos por todo o estado, iniciativa do SINTECT-ES que tem apostado no diálogo com a população para discutir também a importância da ECT como uma empresa pública.

Seguindo a orientação da FENTECT, os ecetistas capixabas também deliberaram pela manutenção do Estado de Greve. Uma vez que o dissídio já foi ajuizado e seu julgamento marcado para 02 de outubro, não existem garantias de novos acordos. Portanto, os trabalhadores devem voltar ao trabalho a partir de amanhã (18), mas o sindicato vai manter atividades de mobilização.

assembleia

Para Fischer Moreira, presidente do SINTECT-ES, afirmou: “essa foi uma greve de resistência, que mostrou que nossa categoria tem força e pode conseguir mais.”

SINTECT-ES define novo horário para assembleia

Seguindo a orientação da FENTECT e buscando unificar a luta da categoria ecetista, o SINTECT-ES informa o novo horário para a assembleia de avaliação da proposta do TST:

19h na Praça Oito (Centro de Vitória) 

ASSEMBLEIA

A assembleia continua na mesma data, 17 de setembro, mas devido à audiência pública que vai debater a importância dos Correios na Câmara Municipal de Serra, que acontece às 17 horas, o sindicato também vai disponibilizar transporte para os trabalhadores participarem dos dois atos.

Trabalhadores fazem atos contra o corte de direitos

No segundo dia de greve os trabalhadores intensificaram os piquetes e a movimentação nas ruas. Em Vitória, trabalhadores de toda a Região Metropolitana participaram de uma passeata no Centro da capital em direção ao prédio central dos Correios. Os manifestantes seguiram para a Praça Oito onde foi realizada uma assembleia que aprovou a continuação da greve.

Em Nova Venécia ecetistas de toda a região – incluindo Boa Esperança, Vila Pavão, Barra de São Francisco, São Mateus e Pinheiros – realizaram um grande ato na praça da cidade, em frente à agência dos Correios.

Agenda de Greve

A greve teve ainda mais adesão nesta quinta-feira (12), o que mostra que o movimento ainda está crescendo. Os atos públicos são muito importantes para manter a mobilização, greve se faz na rua, dialogando com a população sobre as causas defendidas e a importância dos Correios. Por isso amanhã (13) haverá panfletagem e coleta de assinaturas contra a privatização a partir das 12h na Praça Costa Pereira.

Atos 12-09

SINTECT-ES tem realizado atos buscando dialogar com a população

 

Assembleia mantém a greve no Espírito Santo

Mesmo com a audiência de conciliação convocada para a tarde de hoje (12), os ecetistas capixabas decidiram manter a greve no estado. Dessa forma a paralisação segue sem previsão de acabar.

O sindicato aguarda as orientações da FENTECT sobre a proposta apresentada pelo Tribunal Superior do Trabalho, mas continuará mobilizando os trabalhadores e realizando atos em diversas cidades.

 

 

Trabalhadores aprovam greve dos Correios no Espírito Santo

Os trabalhadores aprovaram na noite desta terça-feira (10) greve dos Correios no Espírito Santo por tempo indeterminado a partir de meia-noite. Presidente do Sindicatos dos Servidores Públicos do estado, Tadeu Guerzet esteve presente para manifestar solidariedade à luta dos ecetistas.

Diante de um cenário em que os trabalhadores foram enganados pela empresa, que não aceitou negociar, a categoria deu a resposta: não vai ter arrego!

Os trabalhadores dos Correios reivindicam um reajuste de 3,25% referente à inflação do período e são contra a retirada de direitos como o corte de ticket-alimentação nas férias e afastamentos.

A partir da manhã de quarta-feira os trabalhadores realizarão piquetes na porta das unidades e depois devem se encaminhar ao prédio central dos Correios, no Centro de Vitória, onde haverá assembleia para avaliação do movimento.

greve

Ato Público em defesa dos direitos dos ecetistas

A retirada de direitos proposta pelo general de Bolsonaro e as ameaças constantes de privatização empurraram os trabalhadores para a greve mais importante dos últimos anos.

Em busca do diálogo com a população para continuar a mobilizar os trabalhadores, o SINTECT-ES realizará uma passeata nesta quinta-feira (12). A concentração será às 10 horas no início da Avenida Jerônimo Monteiro, em frente à Casa Porto no Centro de Vitória.

EDITAL DE ASSEMBLEIA EXTRAORDINÁRIA

EDITAL DE CONVOCAÇÃO DE ASSEMBLEIA GERAL EXTRAORDINÁRIA

Sindicato dos Trabalhadores em Empresas de Correios Prestadora de Serviços Postais, Telegráficos, Encomendas e Similares do Estado do Espírito Santo – SINTECT/ES, CNPJ: 28.521.474.0001/06

O Presidente do SINTECT-ES, no uso de suas atribuições legais e estatutárias convoca todos os trabalhadores dos Correios do Estado do Espírito Santo, associados ou não para assembleia geral extraordinária a realizar-se no dia 10 de setembro de 2019 na Praça 08 de Setembro, sito a Av. Jerônimo Monteiro, 240 – Centro – Vitória – ES às 18:30h em primeira convocação e em segunda convocação às 19:00h, com qualquer número de presentes para deliberar sobre a seguinte pauta:

1 – Avaliação da Campanha Salarial 2019/2020;

2 – Deliberar sobre Deflagração de Greve por tempo indeterminado a partir da 00h do dia 11 de setembro de 2019;

3 – Informes gerais.

Esta instância tem poderes deliberativos e as decisões tomadas atingirão todos os integrantes da categoria profissional independente do comparecimento.

Vitória – ES, 05 de setembro de 2019

Fischer Marcelo Moreira dos Santos
Presidente – SINTECT/ES

CAMPANHA SALARIAL: ecetistas capixabas aprovam unificação da luta da categoria

Na assembleia geral realizada na noite dessa terça-feira (03) os trabalhadores dos Correios do Espírito Santo aprovaram a manutenção do Estado de Greve no Espírito Santo.
Uma nova assembleia já está marcada para a próxima semana, no dia 10 de setembro.
Os trabalhadores também decidiram manter o indicativo de greve, tendo o dia 11 como data limite, independente da posição da outra federação.

cleu

Informe CAMPANHA SALARIAL

Recentemente o TST publicou um despacho quanto ao PMPP (Pedido de Mediação Pré-Processual) que trata sobre o Plano de Saúde e devido ao período da data-base, o tribunal buscou uma tentativa de mediação também referente à Campanha Salarial. Porém, uma vez que a empresa não teve interesse em prosseguir com o diálogo, o ministro vice-Presidente do TST promoveu a extinção do Pedido de Mediação e Conciliação Pré-Processual (PMPP), encerrando assim sua participação.

Até o presente momento não existe nenhum pedido de dissídio junto ao tribunal e as representações dos trabalhadores acreditam que a melhor saída é a mobilização e a luta dos trabalhadores e trabalhadoras frente aos ataques do governo federal.

Como informado pelo Jurídico da FENTECT, a categoria ecetista atualmente está sem Acordo Coletivo de Trabalho, porém a empresa pode continuar arcando com os benefícios para evitar pagamento retroativo.

A ECT, ao declinar da proposta de prorrogação do atual acordo por mais trinta dias já reafirmou que pretende cortar direitos. Dessa forma não há outra resposta além da luta.

Por isso o SINTECT-ES convoca toda a categoria a participar da assembleia do próximo dia 10 de setembro.

UNIFICAR E RESISTIR!